REFORMA TRIBUTÁRIA JÁ!

, , No Comments
O modelo tributário brasileiro é excessivamente complexo, desorganizado e caótico. Nos eventos realizados sobre o tema é comum ouvir o termo “manicômio tributário” para qualificar nosso sistema tributário nacional. O termo sintetiza bem a forma como o Brasil escolheu para extrair da sociedade um terço da riqueza produzida por ela. É quase unanimidade nacional a necessidade urgente de promover uma profunda mudança na forma de cobrar tributos no Brasil. Ninguém aguenta mais pagar R$ 2 trilhões/ano em mais de 90 impostos, taxas e contribuições, principalmente da forma como eles são cobrados, calculados e distribuídos entre os entes estatais.


Quase metade da nossa carga tributária é extraída da sociedade de forma indireta, injusta, cruel, escondida no preço dos produtos e serviços adquiridos no dia a dia. Tributamos de forma igual contribuintes desiguais. Quando o posto cobra 78% de tributos sobre o preço da gasolina, ele cobra um percentual absurdamente alto, mas tributa igualmente o rico, a classe média alta, a classe média e o pobre que, com muito esforço, comprou o seu carrinho. O mundo desenvolvido concentra sua tributação no patrimônio e renda das pessoas físicas, desonerando as empresas e a produção. O Brasil resolveu concentrar sua tributação nas empresas, influenciando o preço dos bens e serviços com um monte de impostos e contribuições. Por isso estamos tão mal posicionados nas estatísticas e estudos sobre distribuição de renda e desigualdade social. Temos que mudar isso. Com coragem e vontade política. Mas é preciso entender como o sistema tributário nacional está estruturado para que seja possível apresentar propostas técnicas, preparadas cuidadosamente para revolucionar o modelo tributário brasileiro. O Brasil só terá chance de se tornar um país justo e próspero se promover uma profunda reforma tributária. Mas uma REFORMA TRIBUTÁRIA plena, efetiva, com letra maiúscula. Acorda Brasil!

0 comentários:

Postar um comentário